OBRA

Desenvolvimento de Infraestrutura Mineira de Neves-Corvo

Denominação da Obra

Desenvolvimento de Infraestrutura Mineira de Neves-Corvo

Dono de Obra

SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves Corvo, S.A.

Cliente

SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves Corvo, S.A.

Caracterização

A EPOS manteve, através de sucessivos contratos, uma participação ativa e continuada, entre 1981 e 2008, na realização de trabalhos de desenvolvimento da infraestrutura mineira da Mina de Neves Corvo.

Dos trabalhos efetuados destaca-se a construção de:

Entre 1981 e 1988 – Poço de Santa Bárbara – poço de extração – com diâmetro escavado de 5,50 m, 630 m de profundidade, integralmente betonado com parede de 20 cm de espessura.
Rampa Principal de Acesso desde o exterior ao fundo da mina, com um desenvolvimento de cerca de 3,5 km, secção transversal corrente com 20 m2 e inclinação descendente de 18 %.
Câmara de Britagem no interior da mina, escavação de cerca de 18 000 m3 de rocha, acompanhados do suporte definitivo composto por pregagens, betão projetado armado com malhasol e betão armado. A EPOS executou também a instalação completa do equipamento de britagem.
Escavação de cerca de 3 200 m3 de rocha para a Câmara de Carga dos “Skips”, seu suporte, idêntico ao da Câmara de Britagem, e montagem de todo o equipamento.
Abertura das Salas de Bombagem, com aproximadamente 5 000 m3 de escavação e, à semelhança das anteriores, a execução do suporte e da montagem dos equipamentos.
Escavação de 4 Poços-Silo anexos à Câmara de Britagem, cada um com a altura de 30 m, diâmetro de 5 m e seu reforço com betão projetado e malhasol.
Recuperação e consolidação de uma chaminé de ventilação com 400 m de profundidade e 2,40 m de diâmetro.

Entre 1989 e 1991, galerias de rolagem com secções transversais variando entre 12 e 25 m2, no total de mais de 6 km de desenvolvimento.
Entre 1992 e 1996, a construção de um plano inclinado a 25 % com 974 m de extensão e 12 m2 de secção transversal, escavação de uma câmara de britagem, salas de bombagem e várias galerias, envolvendo um total de 80 000 m3 de escavação.
Em 1997, recuperação da chaminé de ventilação CPV8, com a profundidade de 350 m e um diâmetro de 3,5 m.
Em 1998, construção de um poço silo escavado no interior da mina, a cerca de 600 m de profundidade. Este poço tem um diâmetro de 5 metros e uma altura de 45 metros.
Em 1999 e 2000, construção do Coletor 830, construção do Silo nº 5, reabilitação e reforço de várias galerias e reabilitação da chaminé CPV12.
Em 2000 e 2001 foi construída a rampa do transportador de correia TP12 e executados trabalhos de desenvolvimento horizontal em vários níveis, num total de 1240 m de galerias.

Entre 2004 e 2005 a abertura de novas frentes, que ascenderam a cerca de 1580 m de galeria e 925 m de rampa construídas.
Entre 2006 e 2008, a construção de infraestrutura mineira de acesso a novas zonas de exploração mineira, designadamente Zambujal, Corvo Sudeste, Graça Sudoeste e Lombador. Escavação de 21718 ml de galerias subterrâneas com 18 a 25 m2 de seção transversal e colocação de 45866 m3 de betão projetado.

Desde 2012, dedica-se à perfuração, carregamento, sustimento e transporte de escombro resultante do desenvolvimento.

localização

Castro Verde, Portugal

data início

1981

Scroll Up